A INFLUÊNCIA DA TRANSIÇÃO NUTRICIONAL E SUAS REFLEXÕES NA SÍNDROME METABÓLICA EM ESCOLARES

Autores

Resumo

Introdução: O excesso de peso e obesidade em crianças e adolescentes a cada dia tem aumentado, o que tem elevado o aumento do número de casos de doenças crônicas não transmissíveis nessa faixa etária. O agrupamento de alterações metabólicas como hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, dislipidemias, obesidade e doenças cardiovasculares é chamado de síndrome metabólica Objetivo: Compreender a relação da transição nutricional no aumento da síndrome metabólica no público infanto-juvenil. Metodologia: Trata-se de uma revisão bibliográfica narrativa. A busca bibliográfica foi realizada nas bases de dados Scielo, Lilacs e Science Direct. Sendo limitados a artigos publicados entre janeiro de 2015 a dezembro de 2019. Após o período de análise e refinamento, foram selecionados 18 artigos que fizeram a composição da amostra final. Resultados: A faixa etária em estudo compõe-se de crianças e adolescentes, que convivem com uma variedade de transformações sociais, biológicas e psíquicas, desse modo são expostos a riscos que precisam ser discutidos para que sejam contidos ainda nessa fase para que não haja a continuidade na fase adulta. Nos estudos apresentados, índices alarmantes como 42%, 50% e até 60% das amostras estudadas apresentaram a prevalência da Síndrome Metabólica, onde os mesmos foram considerados inativos com uma alimentação inadequada.  Conclusão: Faz se necessário o entendimento da síndrome metabólica na população em geral, de forma a reforçar o ganho de conhecimento e com mais intensidade estimular a mudança de atitudes, pois é nessa fase que há a ocorrência do desenvolvimento psicológico, fisiológico e anatômico entre os escolares, já que se mostrou um aumento da prevalência em escolares com Síndrome Metabólica devido alterações do padrão alimentar da população devido a transição nutricional.

Biografia do Autor

Jhonathan Raphael Andrade, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Nutricionista, especialista em Saúde Pública com ênfase em Saúde da Família - Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/GO), especialista em Nutrição de Pacientes com Enfermidades Renais - Instituto Cristina Martins (ICM/PR), especialista em Nutrição Esportiva e Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de Goiás (UFG), mestre em Alimentação e Nutrição pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Doutorando em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UEPG).

Downloads

Publicado

03-07-2021