ENTRE O IGARAPÉ E A ESCOLA: FAZERES INFANTIS DE CRIANÇAS GAVIÃO IKOLEN COM E NA NATUREZA

Autores

  • Laudinéa de Souza Rodrigues Secretaria Municipal de Educação de Rondonópolis

Resumo

Na natureza estão os elementos que ofertam base para a vida lúdica das crianças. Nela se aprende a criar, observar, escutar, experimentar, errar, respeitar, conectar-se. Assim, é possível inferir que crianças indígenas que moram em suas aldeias são privilegiadas por sua íntima conexão com a natureza. Este trabalho pretende apresentar reflexões acerca da presença da natureza enquanto elemento estrutural no cotidiano de crianças indígenas pertencentes ao Povo Gavião Ikolen, situados na Aldeia Igarapé Lourdes em Ji-Paraná, Rondônia. Os dados que sustentam a proposta deste trabalho foram coletados a partir de observações do cotidiano das crianças Ikolen com base em instrumentos da pequisa qualitativa. Entre os autores que sustentam as reflexões teóricas deste texto estão Cohn (2000, 2002) e Tassinari (2001, 2009) com suas produções sobre as crianças indígenas, Brougère (2010) para tratar da conceituação de brinquedo e brincadeira, e ainda Louv (2016), Piorski (2016) e Zanon (2018) para contribuir com as reflexões acerca da infância na natureza. Por meio da reflexão sobre os dados da investigação, considera-se que a natureza ofertava recursos para a construção de brinquedos e lugares para brincar, além de instigar, desafiar e acolher os corpos infantis Ikolen. A natureza, para qualquer e toda criança, pode ser uma fonte inesgotável de recursos brincantes.

Downloads

Publicado

20-01-2023

Como Citar

DE SOUZA RODRIGUES, L. ENTRE O IGARAPÉ E A ESCOLA: FAZERES INFANTIS DE CRIANÇAS GAVIÃO IKOLEN COM E NA NATUREZA. Revista Interação Interdisciplinar (ISSN: 2526-9550), [S. l.], v. 1, n. 2, p. 27–41, 2023. Disponível em: https://publicacoes.unifimes.edu.br/index.php/interacao/article/view/2331. Acesso em: 5 fev. 2023.