CARACTERIZAÇÃO DOS GRUPOS DE ESTUDOS E LIGAS ACADÊMICAS DE SAÚDE ÚNICA NO BRASIL

Autores

  • Bruna de Almeida Martins Centro Universitário de Mineros
  • Maria Júlia Gomes Andrade
  • Mayra Parreira Oliveira
  • Matheus Gomes de Rezende
  • Samara Moreira Felizarda
  • Eric Mateus Nascimento de Paula

Palavras-chave:

Acadêmicos, Graduação, Perfil, One Health

Resumo

Saúde Única é um conceito utilizado mundialmente, o qual defende a segurança da saúde global, com um panorama que reconhece o trabalho multidisciplinar e colaborativo entre profissionais da saúde, aprimorando a integração entre saúde humana, animal e ambiental. Assim, trata-se de uma estratégia racional com intuito de assegurar necessidades atuais e futuras da humanidade. A finalidade do presente trabalho foi verificar como tem sido a inserção da Saúde Única em cursos de graduação, com ênfase nos grupos de estudos ou ligas acadêmicas. Para tanto, foi desenvolvido um questionário eletrônico disponibilizado para todas as Instituições de Ensino Superior que possuíssem cursos da área da saúde. O questionário abordava perguntas objetivas sobre a existência de grupos/ligas acadêmicas de Saúde Única, bem como informações sobre a instituição, localidade, ano de fundação, cursos envolvidos, atividades desenvolvidas e público alvo. Foram obtidas um total de 31 respostas, o que sugere o número de ligas acadêmicas e grupos de estudo de Saúde Única no Brasil. Diante dos dados, nota-se que existem grupos ou ligas em 11 estados brasileiros. Em relação a distribuição por regiões, percebe-se que os grupos ou ligas estão localizadas da seguinte maneira: 38,7% na Região Sudeste, 22,5% no Norte, 22,5% no Sul, 12,9% no Centro-Oeste e 3,2% no Nordeste. Ademais, os anos de fundação datam entre 2013 e 2020. Sendo que 34,48 iniciaram suas atividades nos últimos dois anos. Mostrando-se recente esse tipo de movimentação estudantil sobre a Saúde Única. Os cursos envolvidos foram Medicina, Medicina Veterinária, Zootecnia, Engenharia de Pesca, Biologia, Enfermagem, Agronomia, Ciências Biológicas e Farmácia. Tal fato, proporciona perceber que a Saúde Única tem sido discutida além dos cursos da área da saúde. Em relação ao curso de medicina veterinária, ele está presente em 100% dos programas acadêmicos relatados, seguido do curso de medicina presente em 12,9% das respostas. Os demais cursos em somam juntos apenas 3,2%.  Em relação às atividades, 100% das ligas ou grupos de estudo desenvolvem ações de ensino, 80,64% ações de extensão e 70,96% produzem pesquisa. 27 dos Grupos ou Ligas possuem meio de comunicação virtual para divulgação ou execução das suas ações. Sobre o envolvimento da comunidade acadêmica, todas as ligas e grupos de estudos possuem discentes de graduação e docentes. 51,61% ainda possuem a participação de alunos de pós-graduação. De acordo com o levantamento de dados aqui desenvolvido, conclui-se que o quantitativo de ligas e grupos de estudo de Saúde Única no Brasil ainda está muito aquém do esperado, quando se compara com o número de cursos de graduação de medicina e medicina veterinária. Contudo, estão distribuídos em diferentes regiões do país. Percebe-se uma discrepância no envolvimento de acadêmicos de medicina, sugerindo que a temática não seja devidamente trabalhada ao longo dessa graduação. Os grupos e ligas tem um perfil voltado para o ensino e extensão. Percebe-se uma ponte entre a graduação e pós-graduação, com base no envolvimento acadêmico. Sendo assim, espera-se que movimentos estudantis sobre Saúde Única se intensifiquem no Brasil, afim de que haja uma formação profissional mais completa e multidisciplinar.

Downloads

Publicado

2022-01-31