Hiperuricemia e síndrome metabólica

de que modo atuam no desenvolvimento de doenças coronarianas

Autores

  • Maressa Senna Sousa Unifimes
  • Mayra Fernandes Martins
  • Amanda Carvalho Nunes
  • Albert Myuller Ferreira Coimbra
  • Beatriz Gomes Neves
  • Vanessa Resende Souza Silva

Palavras-chave:

Doenças cardiovasculares, ácido úrico, fatores de risco, hiperuricemia, síndrome metabólica

Resumo

A hiperuricemia corresponde à elevação sérica do ácido úrico (AU) e está associada a inúmeras patologias, principalmente as doenças cardiovasculares. Quando elevado de forma crônica, parece ter um papel pró-inflamatório, o qual estimula a liberação de inúmeros fatores inflamatórios, e um papel pró-oxidante, que inibe a produção de óxido nítrico. Estes efeitos terão como consequência a disfunção endotelial e dano vascular que explicam, em parte, a associação da hiperuricemia com a síndrome metabólica.

Downloads

Publicado

2022-01-31