RELAÇÃO COVID-19 E SOFRIMENTO MENTAL EM TRABALHADORES DA ÁREA DA SAÚDE: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Autores

  • Millena Santana da Silva Marcos Unifimes - Trindade
  • Flaviane Cristina Rocha Cesar

Palavras-chave:

COVID-19, SARS-Cov-2, Profissional de Saúde, Saúde Mental

Resumo

Em virtude das exaustivas jornadas de trabalho e acompanhamento de pacientes fragilizados, os profissionais da saúde tendem a desenvolver doenças oriundas da execução de suas funções. Além disso, em razão da pandemia de COVID-19, que trouxe consigo o aumento das urgências hospitalares e elevação na carga horária trabalhada, a exposição dos referidos profissionais de saúde aos desafios do desempenho de suas funções intensificou ainda mais o surgimento de doenças mentais, como burnout, depressão, estresse pós-traumático, ansiedade e distúrbios do sono. Desta forma, o presente trabalho tem como objetivo identificar os impactos advindos com a COVID-19 para a saúde mental dos trabalhadores da saúde.  Através de uma revisão integrativa de literatura, 502 estudos foram inicialmente identificados e, ao final, após inserção de critérios de inclusão, 15 estudos foram escolhidos para a realização da análise. No que tange aos resultados, observou-se a contribuição da pandemia de COVID-19 para o agravamento das doenças mentais dos profissionais da saúde, além da elevação da probabilidade de acometimentos aos profissionais dedicados à atuação em linhas de frente de hospitais e centros de atendimento e que dedicam maior carga horária para o desempenho da função em diferentes países do mundo.

Downloads

Publicado

2022-01-31